Páginas

PUBLICIDADES

segunda-feira, 25 de julho de 2016

SEMA CAPACITA TÉCNICOS PARA ATUAÇÃO NO QUALIÁGUA

O MARANHÃO ESTÁ EM PROCESSO DE ASSINATURA DO CONTRATO DO QUALIÁGUA E NECESSITAVA DA CAPACITAÇÃO NO USO DESTES EQUIPAMENTOS PARA O CUMPRIMENTO DAS METAS ACORDADAS
Técnicos da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA), passaram por treinamento ministrado pela Agência Nacional de Águas (ANA), de 19 a 22 de julho. O objetivo foi capacitá-los para manusear os equipamentos usados no Programa Qualiágua (Programa de Estímulo à Divulgação de Dados de Qualidade de Água). 
A programação do treinamento constou de aula teórica sobre a qualidade da água; conhecendo a sonda multiparamétrica; métodos de medição de descarga líquida pelos medidores acústicos; aula teórica sobre toda a instrumentação necessária para o uso em campo, incluindo os equipamentos de segurança; análise e interpretação de dados; prática de campo e muito mais. 
                       
Além disso, foram apresentados os parâmetros de qualidade, que são: temperatura da água; qualidade da água; potencial hidrogeniônico (pH); oxigênio dissolvido (OD); turbidez; condutividade elétrica; clorofila a; cianobactérias. 
“O Qualiágua foi criado com a finalidade de premiar as unidades de federação pela divulgação de dados de monitoramento de qualidade das águas à sociedade. É um programa de fomento. Nós, da ANA, esperamos que o Estado esteja estruturado e capacitado para manter as atividades de monitoramento e divulgação de qualidade de água em seu território, ao final do contrato”, explicou a Especialista em Recursos Hídricos, Regina Generino, que ministrou o curso.
O Maranhão está em processo de assinatura do contrato do Qualiágua e necessitava da capacitação no uso destes equipamentos para o cumprimento das metas acordadas. “A ideia é melhorar o monitoramento, obtendo, assim, informações detalhadas sobre a qualidade e o volume de água dos principais rios”, destacou o Secretário de Meio Ambiente, Marcelo Coelho.
Ele, ainda, complementou: “Esse foi mais um desafio. Agora temos técnicos capacitados para levar adiante o Qualiágua, de forma eficaz. Parabéns a todos que participaram”, realçou o Secretário. 

Qualiágua
O Qualiágua busca promover a implementação da Rede Nacional de Monitoramento da Qualidade de Água (RNQA) e estimular a padronização – em escala nacional – dos métodos de coleta das amostras, dos parâmetros verificados, da frequência das análises e da divulgação dos dados, que são importantes para diversos públicos, como: gestores públicos, pesquisadores, estudantes e empresas.
                
O Qualiágua estabelece metas mínimas a serem cumpridas por três grupos de unidades da Federação, sendo que as mais estruturadas terão metas mais exigentes. O primeiro grupo é formado pelas unidades que já operam redes de qualidade de água e que podem expandi-las imediatamente: CE, DF, MG e SP. O segundo grupo tem 12 estados (BA, ES, GO, MT, MS, PB, PR, PE, RJ, RN, RS e SE) e engloba aqueles que já operam redes, mas que precisam aumentar a capacidade de operação dos pontos da RNQA, especialmente no que se refere a capacitação dos seus técnicos e laboratórios. O terceiro grupo é formado por 11 estados em que o monitoramento é inexistente ou não está consolidado: AC, AL, AP, AM, MA, PA, PI, RO, RR, SC e TO. 
Os pagamentos serão feitos duas vezes por ano mediante o cumprimento das metas de monitoramento e divulgação de dados, que levarão em consideração vários aspectos, como: o percentual de pontos da RNQA operados pelo estado, o número de parâmetros avaliados e o percentual de pontos operados com medição de vazão simultânea – este último para análise da carga de poluentes na água. Estas metas serão pactuadas entre a ANA e as instituições participantes. O valor do pagamento será de R$ 1,1 mil por ponto monitorado e divulgado e o reajuste será anual, conforme o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). 
                      
A RNQA/REMQAS é composta por 254 pontos de coletas distribuídos no território maranhense. Nos primeiros 12 meses, para o grupo do Maranhão, o Programa exige o monitoramento de 10% dos pontos, sendo que para 5% desses pontos a coleta e análise deverão ser trimestrais. "O Estado iniciará o cumprimento do quadro de metas com mais do dobro do mínimo estabelecido pela ANA, com 54 pontos (cerca de 22%), sendo que 100% desses pontos serão coletados e analisados trimestralmente", finalizou Coelho.
  




domingo, 24 de julho de 2016

PM TROCA TIROS COM ASSALTANTES E EVITA ROUBO DE CARGA EM DOM PEDRO

UMA TENTATIVA DE ASSALTO A UM CAMINHÃO DE CARGA DA TRANSPORTADORA LUNARDI FOI EVITADO NA NOITE DE ONTEM, 23, NA CIDADE DE DOM PEDRO APÓS RÁPIDA AÇÃO DA POLÍCIA.


De acordo com informações repassadas ao Blog do Luis Cardoso,  Funcionários da transportadora entraram em contato avisando sobre o rastreio do caminhão que estava localizado no Posto Royal no Município citado. Diante o aviso, as polícias civil, militar e PRF foram informadas da situação.
Uma equipe da policia militar foi até o posto e se deparou com um assaltante dirigindo a carreta. Houve troca de tiros e o Sargento Nonato foi baleado no braço mas não corre risco de vida.
O assaltante conseguiu fugir e o motorista do caminhão da empresa Unilever permanece desaparecido.
No dia 7 de julho um caminhão da mesma empresa foi roubado na divida entre as cidades de Caxias e Timon. Na ocasião a carreta foi encontrada vazia e dia após a carga foi localizada espalhada nas cidades de Timon e Teresina.
Em tempo: Outro assalto foi registrado durante a madrugada próximo ao km 22 da BR 135 na Estiva. As 03:00h a equipe da PRF de Pedrinhas foi acionada pelo senhor Marlon Silva Santos, condutor do caminhão M.BENZ 710 de placas MVR 5596-MA. Ele contou que parou no meio da estrada para remover galhos que impedia o trânsito de veículos momento em que foi atacado por dois homens munidos de arma de fogo que o agrediram e roubaram todos os seus pertences.